Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se sou mais que uma pedra ou uma planta? Não sei. Sou diferente. Não sei o que é mais ou menos (Fernando Pessoa - Poemas Inconjuntos)


Para inicio do objectivo "1livropormês" fui à estante lá de casa e procurei um livro de um autor que já tivesse lido e gostado. Também queria fugir um pouco aos temas maçónicos e religiosos, que tinham pautado as minhas últimas leituras.

Escolhi "A Tábua de Flandres", do Arturo Pérez-Reverte, um dos primeiros títulos deste autor (La tabla de Flandes, de 1990).

Dele já li A Rainha do Sul" (La Reina del Sur (2002)) e "O Cemitério dos Barcos sem Nome" (La carta esférica (2000)), dos quais gostei bastante.

 

Como primeira análise, parece-me um livro um pouco mais ligeiro do que os que li anteriormente, o enredo é interessante mas não me está a "prender". No entanto, lê-se bem e não deixa de ter alguns pontos de interesse (aprende-se sempre algo com um livro).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Pesquisar

  Pesquisar no Blog