Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se sou mais que uma pedra ou uma planta? Não sei. Sou diferente. Não sei o que é mais ou menos (Fernando Pessoa - Poemas Inconjuntos)


Terminei ontem a leitura deste livro. 

Sinceramente o tipo de escrita não me prendeu (ou eu estaria muito enferrujada na leitura), muitas descrições um tanto forçadas (demasiados adjectivos "complicados", metáforas e outras figuras de estilo). A descrição do xadrez também não me seduziu por aí além (mas aqui me confesso, não jogo xadrez e apenas conheço as regras básicas do jogo). 

Li o livro com alguma "pressa", queria chegar ao final e descobrir quem era o assassino. No entanto, alguns parágrafos foram lidos "por alto"... 

Pontos positivos: o suspense mantém-se quase até ao fim (pelo menos eu não descobri o assassino sem que o autor mo revelasse), fiquei com vontade de pesquisar sobre alguns quadros abordados no livro, o tema arte é um tema que quero explorar mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Pesquisar

  Pesquisar no Blog