Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se sou mais que uma pedra ou uma planta? Não sei. Sou diferente. Não sei o que é mais ou menos (Fernando Pessoa - Poemas Inconjuntos)


08
Mar10
Todos temos dias assim: com desânimo, cheio de porquês, com duvidas e pensamentos obscuros.



Também os tenho, hoje é um desses dias…. Penso naquilo que pensava que iria ser na idade que tenho hoje, mas quando tinha menos 10 anos, e constato que nunca tracei grandes objectivos, sempre andei à deriva e confiei que o futuro traria algo de bom, que me realizasse.

Chegou a altura de traçar objectivos para esta década em que me encontro, mas não sei quais traçar, não sei o que me inspira (ou inspirará). Sei o óbvio: ver a minha prole crescer saudável e feliz, mas não sei mais do que isso.



Tantas coisas que gostaria de viver, de saber, de conhecer, de fazer… mas sei que nem metade irei concretizar. Quero viver a minha vida, mas nem disso às vezes me sinto capaz (porque a minha vida está intimamente ligada à de outros, de forma tão promíscua que não me permite isolar-me, ser eu mesma)… quero saber mais sobre tudo, quero conhecer (me) mais e quero fazer coisas que nunca fiz… mas não sei se irei ser capaz….



Hoje sinto-me triste, abatida, desconfiada que a minha vida irá ser mais curta do que co(u)mprida. Amanhã será melhor, virá o sol e a luz que tudo ilumina irá igualmente iluminar-me o espírito… e então vou escrever de outra forma, mais feliz e mais optimista, mas hoje deixo-me ir ao encontro destas nuvens escuras, planar sobre (e com) elas, deixar que me inspirem, me façam reflectir, introspectivar e encontrar o eu que julgo perdido.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Pesquisar

  Pesquisar no Blog